Um reclamar, justo?

domingo, 16 de maio de 2010

As injustiças sociais me revoltam!

Revoltam-me tanto a ponto de duvidar

De que adianta reclamar.

Quem te ouve, quem te ver?

Porra, tantas coisas para serem mudadas.

E tão poucos dispostos a fazê-las.

O que é que eu faço então?

O que você faz me diga!

Nada; será essa a resposta...

Espero que não seja a minha e nem a sua.

Quem deveria fazer?

Os ordinários do poder?

Os hipócritas do nosso dia-a-dia?

Ninguém pode fazer nada...

Enquanto somente houver revolta.

Chega de revolta.

Cadê a ação, o sentimento?

Que injustiças cometo eu.

E você quantas, quantas?

E você Justiça, luta contra seu antônimo?

Combate o mal do século?

Ah, não obtive a resposta.

Eu devo responder a mim, e você a você!

Enquanto não fizermos isso!

Só haverá palavras...

1 comentários:

Unknown disse...

Oh! realmente... reclamar é fácil, ajudar já é outra história. Ver tudo isso me deixa muito triste, mas não sei oq fazer, todo mundo reclama, todo mundo diz q é injusto e etc, e ninguém parece disposto a lutar pelos mais necessitados.


;(

Postar um comentário